ODS 15 Vida Terrestre

15 Vida Terrestre
Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade

RESÍDUOS SÓLIDOS

A Sanepar também atua na gestão de resíduos sólidos urbanos, operando os aterros sanitários de Cianorte, Apucarana e Cornélio Procópio.

O aterro sanitário de Cianorte foi o primeiro do Paraná a ter seu sistema de gestão ambiental certificado pela NBR ISO 14001:2004, concedida pelo Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), e também foi o primeiro do Brasil a ser administrado por uma companhia estadual de saneamento, com processos sendo executados dentro do que preconizam as normas técnicas e ambientais. Além dos resíduos de Cianorte, o aterro recebe atualmente o resíduo sólido urbano das cidades de Guaporema, São Tomé e Terra Boa, somando aproximadamente 20 mil toneladas ao ano (dados de 2015).

Em Apucarana, a Sanepar gerencia o aterro nas etapas de recebimento, tratamento e disposição final de resíduos sólidos. São dispostos anualmente 28,6 mil toneladas de resíduos domiciliares nesse aterro. Em Cornélio Procópio, a Sanepar faz a gestão da coleta, transporte, transbordo, recebimento, tratamento e disposição final ambientalmente adequada de resíduos sólidos. O aterro recebe em torno de 11 mil toneladas ao ano (dados de 2015).

A gestão de resíduos sólidos traz benefícios para a população:

Redução da poluição do solo, da água e do ar;
Redução da exploração de recursos naturais;
Reaproveitamento de materiais que iriam para o aterro sanitário;
Aumento da vida útil dos aterros sanitários;
Redução do desperdício e do consumo de energia para fabricação de novos bens de consumo;
Geração de empregos;
Redução de custos com a saúde pública;
Cidade limpa, mais atraente para investimentos.
 
ODS a que respondem: ODS 6, 11, 14 e 15.

MORINGA CHEIA - PARCERIA COM O PRODUTOR RURAL

Em 2017, a Companhia lançou o Programa Moringa Cheia, que prevê um trabalho de recuperação de rios, nascentes e minas d’água que afetam o abastecimento dos Municípios que a Sanepar atende. Por meio dele, a Sanepar disponibiliza recursos para que proprietários rurais restaurem as áreas de preservação permanentes (APP) com ações que englobam terraceamento (técnica agrícola de plantio elaborada para a contenção de erosões causadas pelo escoamento da água em áreas de vertentes), adequação de carreadores, recomposição da vegetação ciliar e cercamentos de áreas em recomposição.

Reservatórios - Prioritariamente o Moringa Cheia contempla o manejo do entorno dos reservatórios da própria Companhia de maneira a demonstrar seu engajamento e comprometimento com a efetividade na melhoria da qualidade da água, assegurando que seus reservatórios sejam abastecidos com água infiltrada e não com água de enxurrada. O Reservatório Iraí já está sendo manejado segundo esse princípio.

Microbacias  de Abastecimento - São 255 as bacias de mananciais de abastecimento, as quais passaram a ser objeto de intervenção específica e objetiva por parte da Sanepar. Em conformidade aos ditâmes do Prosolo (Programa do Governo do Estado que visa o manejo de solo), no qual a Sanepar está integrada através do Subprograma Moringa Cheia, a intervenção prevista contempla de maneira pontual. as APPs de cada propriedade que compõe a microbacia

ODS a que respondem: ODS 6,14 e 15.